Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
ASSOCIAÇÃO R3 ANIMAL DIVULGA BALANÇO DE 2020, COM A REABILITAÇÃO DE 303 ANIMAIS ENCONTRADOS NAS PRAIAS CATARINENSES.
19/01/2021 18:18 em Direto da Redação

Da redação - Responsável pelo monitoramento nas praias catarinenses e pela reabilitação de animais marinhos, a R3 Animal divulgou nesta terça-feira, 19, um balanço das ações realizadas no ano de 2020. Apesar da pandemia de Covid-19, a associação trabalhou de forma contínua, sendo responsável pela reabilitação de 303 animais marinhos e o desencalhe de uma baleia-jubarte. Ao todo, foram 299 aves e quatro mamíferos resgatados em diversas praias de Santa Catarina pelas instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). As gaivotas foram os animais com maior número, 175. Em segundo lugar vêm os graciosos pinguins-de-Magalhães, somando 59 bichinhos devolvidos à natureza. Os atobás-pardos ficaram em terceiro lugar, com 30 aves reabilitadas. As fragatas totalizaram 11 indivíduos e mais 24 aves marinhas de 10 espécies diferentes. Do total de animais reabilitados, 66 foram resgatados pela R3 Animal nas praias da Ilha de Santa Catarina. O restante foi resgatado e estabilizado por outras instituições que atuam no trecho catarinense do Projeto de Monitoramento das Praias da Bacia de Santos. 

ATUAÇÃO DA R3 ANIMAL NA ILHA DE SANTA CATARINA

Quanto à atuação da R3 Animal no monitoramento das praias da Ilha, foram 1.548 ocorrências envolvendo animais marinhos, em 2020. Esse número é referente apenas à parte insular de Florianópolis. Desse total, 1.254 foram de animais encontrados mortos e 294 animais vivos no momento do resgate. As aves representaram o maior número, 1.178 registros, sendo 914 aves que já estavam mortas e 264 resgatadas com vida. Os pinguins-de-Magalhães tiveram 800 registros, sendo 684 mortos e 116 animais vivos no momento do resgate. Os mamíferos marinhos somaram 70 ocorrências. Destes, 48 animais foram encontrados mortos e 22 vivos. Os Cetáceos, que englobam golfinhos e baleias, contabilizaram 31 ocorrências, com apenas um animal vivo. Trata-se da baleia-jubarte desencalhada com sucesso na Lagoinha do Norte. Entre os Pinípedes, foram encontrados 18 lobos-marinhos-do-Sul mortos e 12 vivos. Também houve o registro de sete lobos-marinhos-subantártico vivos, incluindo o reavistamento do mesmo animal, e um leão-marinho-do-Sul. Já as tartarugas marinhas somaram 300 registros, sendo de oito animais vivos, que foram resgatados e encaminhados para reabilitação no Projeto Tamar Sul, em Florianópolis. Também foram encontrados com vida nas praias da Ilha, sete tartarugas-verdes e uma tartaruga-cabeçuda. 

 

COMENTÁRIOS