Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
PONTES DE FLORIANÓPOLIS CORREM RISCO DE COLAPSO E PODEM SER FECHADAS. DEPUTADO BRUNO SOUZA (NOVO) VAI ENTREGAR DENÚNCIA AO MINISTÉRIO PÚBLICO NESTA SEXTA-FEIRA.
15/05/2020 02:08 em Direto da Redação

Da redação

 

  Principal acesso à Ilha de Santa Catarina, as pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles precisam de manutenção urgente, e podem ser interditadas a partir de outubro, devido o risco de colapso. A denúncia foi feita pelo deputado Bruno Souza, (Novo), em suas redes sociais no fim da tarde desta quinta-feira, 14, e tem como base o laudo técnico da empresa contratada pelo próprio governo catarinense para analisar a situação das duas pontes.

  Segundo o documento, a segurança só pode ser garantida no prazo de seis a oito meses, contados a partir de fevereiro, quando estava previsto o início das obras, o que acabou não acontecendo. “A empresa garantiu segurança somente até outubro e a obra de recuperação que leva em torno de seis meses ainda não foi iniciada. Se começar em junho, essas obras ficarão prontas somente em janeiro", afirma Bruno. Ele disse ainda que o estado precário das estruturas representa um grande risco para a população. "Teremos 150 mil veículos circulando diariamente pelas pontes, contra o laudo do próprio governo. Esse é o preço que pagamos por décadas de omissão. Será que precisa acontecer um desastre para aprender”. 

  Bruno Souza prometeu apresentar a denúncia sobre o estado das pontes ao Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas de Santa Catarina nesta sexta-feira, 15 de maio.                                                                                                                                         

  A Ponte Pedro Ivo Campos foi fundada em 1991 e serve de entrada para a Ilha de Santa Catarina. Já a Ponte Colombo Salles foi fundada na década de 1970, e faz a ligação da Ilha em direção ao continente. Além disso, a capital catarinense conta com a Ponte Hercílio Luz, que completou 94 anos de fundação, na última quarta-feira, 13 de maio. Após décadas fechada para reformas, a Velha Senhora, como é conhecida, foi reaberta ao público, no dia 30 de dezembro de 2019.

 

  

 

 
COMENTÁRIOS